SEU CARÁTER, SEU DESTINO

"Olá Rodolfo, meu nome é Fulana e ajudei vocês a implantar o Google Workspace para o domínio negociacao360.com.br. (...) estou entrando em contato para (...) te ajudar reduzir (sic) os valores pagos ao Google (...)"


Assim começava o que parecia ser mais um email de vendas. Como eu sempre fiz todas as configurações de sites, domínios e e-mails eu mesmo, fiquei na dúvida e respondi a mensagem perguntando:


— Oi Fulana; Você consegue me dizer quando me ajudou? Porque não estou lembrando disso, honestamente.


Foi aí que a emenda ficou pior do que o soneto:


— Olá Rodolfo, bom dia. A mensagem abaixo é apenas um script. Tem interesse na redução de valores?

Imagem meramente ilustrativa do filme Pinóquio (1940), de Wald Disney

Não, Fulana, não tenho.


Você pode chamar do que quiser. Pode minimizar a diferença entre a verdade e a sua versão. Pode usar o malabarismo linguístico que preferir.


Mas uma mentira continua sendo uma mentira. E começar um relacionamento comercial desta forma é péssimo. Não se constrói valor passando a perna no outro, induzindo ao erro.


Em negociação, é muito difícil buscar ganhos mútuos quando há desconfiança entre as partes. As informações não fluem direito, as promessas não têm o peso necessário e os contratos viram instrumentos leoninos de defesa e ataque. Terrenos envenenados não geram boas colheitas.


E nunca é demais lembrar as palavras de Frank Outlaw, citadas no filme A Dama de Ferro (The Iron Lady, Film 4, 2011):

Cuidado com seus pensamentos, pois eles se tornam palavras. Cuidado com suas palavras, pois elas se tornam ações. Cuidado com suas ações, pois elas se tornam hábitos. Cuidado com seus hábitos, pois eles se tornam o seu caráter. E cuidado com seu caráter, pois ele se torna o seu destino.

#caráter #desconfiança #honestidade #informação #mentira #relacionamento